Prazer! … Sou artesã!  “Ok, mas e sua profissão mesmo, qual é?”
Aposto que muitas de vocês já passaram por isso não é mesmo? O artesanato pode estar na moda, pode ser lindo, mas ainda assim o profissional que escolhe seguir por esse caminho não é reconhecido!

E porquê isso ocorre? Por nossa culpa! Simples assim…

Enquanto ainda existirem artesãs sem a conscientização de que é preciso ser profissional em todos os sentidos, continuaremos no mesmo lugar!

Quero te fazer uma pergunta, pense em todo seu processo de trabalho, não somente na arte final. Como você, cliente, enxergaria seu trabalho? Seja sincera…

Você investe em cursos, apostilas para aprimorar sua técnica? Para se diferenciar? “Ah mas eu não tenho dinheiro”. Separe um pouquinho do seu lucro mensal só para investir no seu trabalho. Já falei isso e vou cansar de falar: INVESTIMENTO NÃO É GASTO. Ele se transforma em lucro, fato!

Você utiliza materiais de qualidade? Seu acabamento é perfeito? Ou dá para melhorar?
Seja crítico. Ficou feio? Faça novamente. Acho que em qualquer segmento do artesanato, a perfeição vem com o treino.

Você investe (olha aí o investimento novamente) na identidade visual do seu ateliê? Logotipo, cartões
de visita, etiquetas, etc.  Como você tira as fotos dos seus produtos? Capriche! A primeira impressão é a que fica!

Como você cobra o seu produto? Você chuta um valor?  Pergunta em grupos quanto as colegas acham que ele custa? Entra nas lojas virtuais e cobra mais baixo que fulana e beltrana para poder conseguir a venda?  Ou anota o valor de cada material utilizado, soma com sua mão de obra e seus gastos fixos (energia, internet, telefone, etc.)?

Como você trata seu cliente? A melhor propaganda é feita por clientes satisfeitos!
Do primeiro “oi” até o “obrigada por confiar no meu trabalho” trate-o muito bem! E a partir daí surpreenda-se com o resultado. Coisa mais feia do mundo é ver artesãs reclamando de clientes nas redes sociais. Claro que existem pessoas sem noção, que nos tiram a paciência! Mas se isso acontecer, resolva em off… você pode perder muitos clientes e possíveis clientes com esse tipo de postura. Seja profissional! Ou por acaso a Coca-Cola faz posts de desabafos por aí? hehe…

Como você embala seu produto? O cliente deve abrir a encomenda e sempre, sempre se encantar!  Capriche no pacote,  coloque carinho nos mínimos detalhes. Um cartãozinho escrito a mão, um cheirinho bom.

VALORIZAR parar sermos VALORIZADAS! Mas isso tem de partir de cada uma de nós. Se você compartilha apostilas pagas, se você acha que garimpar e pedir tudo de mão beijada por aí é ser esperta, bondosa com as amigas. Se você fala mal de clientes, é desonesto com colegas de profissão, cobra mais baixo que fulana só para conseguir volume de vendas sem pensar no seu gasto de fato. Sinto lhe dizer, nunca conseguirá lucrar, se firmar no mercado e se sentir confiante! O sol nasce para todas! Concordo… Mas não se esqueça,  a sombra é somente para quem merece!

Se você for excelente no que faz DUVIDO que consiga cobrar um precinho simbólico pelo seu serviço, ou melhor, aceite que seu possível cliente o leve na conversa. Se o seu trabalho é único sua hora trabalhada tem valor! E mais do que isso, você irá sentir que o artesanato é realmente sua profissão, terá orgulho de levantar essa bandeira por aí!

A ideia desse post foi a de reflexão… esperamos que reflitam mesmo e estejam dispostas a crescer junto com a gente!

 

Mama Craft
Você busca dicas, inspirações e motivos para seguir em frente empreendendo com amor? Então vai adorar o Mama Craft!

8 respostas a “Quer trabalhar com artesanato? Valorize-se para ser valorizada!”

  • Amei ler acho que estou caminhando para o sucesso faço o correto para os dois lados ficarem satisfeitas.

  • Dicas excelentes! Faz pouco mais de um ano que abri meu ateliê de enxoval personalizado para bebês e ainda estou ‘engatinhando’ quando o assunto é vendas, mas tenho investido em tudo o que você mencionou no artigo! Sempre fui muito detalhista e perfeccionista, mas ainda não consegui alcançar um público que valoriza meu trabalho. Mas não vou desanimar, não… Um dia, chego lá! Amei as dicas! Obrigada.

  • Olá, sou uma amadora do artesanato sou simplesmente apaixonada, mas trabalho na CLT ainda, isso me desanima pois só consigo fazer algo quando chego em casa, que por sinal já é tarde da noite… mas sempre ali firme e forte conquistando o corte perfeito a costura impecável, adorei as dicas e estou tentando consimilar os dois ainda, espero que seja por pouco tempo, bjus e muito obrigada pelas dicas

  • Oi Eliana!
    Que legal que você conseguiu abrir seu ateliê!
    Esse assunto de valorização do trabalho é bem complicado, né!
    Mas olha, fica ligadinha que logo daremos dicas de precificação e tudo mais para
    ajudar você e todas as seguidoras do blog!
    Um grande beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *